haṭha yoga


A nossa proposta de prática de Haṭha Yoga é conciliada com base na visão da tradição Védica. O que isso significa?

Atualmente, é muito comum uma abordagem do Yoga físico. Naturalmente, o foco da prática passa a ser o corpo, usado como ponto de partida para a investigação das realidades mais sutis e profundas dessa unidade chamada ser humano.
Contudo, a prática vai muito além dos seus aspectos visíveis, como os exercícios de alongamento, força, flexibilidade e respiração. Busca
 oferecer a experiência da liberdade dos condicionamentos, da escravidão sensorial e uma nova perspectiva surge da relação do indivíduo com o Todo. 

Mas o Yoga não para por aí! Uma prática apoiada apenas em experiências será sempre limitada e muitas vezes frustrante. A não compreensão sobre esse aspecto pode trazer uma grande confusão quando nos deparamos com as nossas ações diárias. Nesse sentido, a tradição Védica traz algo muito peculiar e se torna a chave para quem deseja obter sucesso na prática. A idéia de liberdade precisa ser compreendida corretamente, caso contrário, a busca pelas experiências se tornarão um grande aprisionamento. Assim, nessa proposta de prática busca-se conciliar o conhecimento de Jñana Yoga (Vedānta) com a prática de Haṭha Yoga. 

– às segundas e quartas, às 7:30h
– às segundas e quartas, às 10:00h (em formação)
– às segundas e quartas, às 18:00h

– às terças e quintas, às 9:00h

Your Name
Vicente Morisson
professor de Yoga, Sânscrito e Canto de Mantras

Percorreu vários estilos de prática há mais de vinte anos, como: Haṭha Yoga, Power Yoga, Vinyāsa Flow, Aṣṭānga Vinyāsa Yoga e Iyengar Yoga. Inclinou-se pela prática de Haṭha Yoga e pelo estudo de Vedānta como forma de transmitir o estilo de vida e o conhecimento do Yoga. Dentre as grandes fontes de inspiração nessa jornada tem Swāmi Dayānanda Sarasvatī como sua maior referência. Mantém os estudos regulares com a querida professora Gloria Ariera, Pedro Kupfer, dentre outros. Formou-se também como terapeuta em Āyurveda em 2004 pela clínica Dhanvantari e em 2005 participou do curso Avançado Teórico e Prático de Āyurveda pela International Academy of Ayurved (Poona/Índia). Além das aulas regulares de Yoga, ensina Canto de Mantras, alfabetização do Sânscrito e palestras sobre autoconhecimento ligadas à tradição Védica. Depois de coordenar por doze anos o espaço Nīlakaṇṭha tem como novo desafio a CASA JAMBŪ, espaço dedicado a tradição Védica em São Paulo.